Countries with Cell Broadcast PWS (Public Warning Service)


2009 – Japan
2009 – Sri Lanka
2012 – Netherlands
2012 – Lithuania
2012 – Turkey
2012 – Chile
2012 – USA
2014 – Taiwan
2014 – South Korea
2015 – Russia
2016 – Philippines
2016 – United Arabic Emirates
2017 – New Zealand
2018 – Romania
2018 – Canada
2018 – Oman
2019 – Greece

Source: https://twitter.com/RutErdelyi/status/1116243985339695104

 

Anúncios

CELL BROADCAST versus SMS: Uma discussão necessária


No dia 14 de Novembro de 2018, o Parlamento Europeu, aprovou a obrigatoriedade de todos os Países da União Europeia disponibilizarem um sistema de Alerta à População, em caso de situações de emergência.

A legislação não determina se será utilizado o Cell Broadcast ou SMS para alertar os cidadãos. Caberá a cada País decidir o tipo de tecnologia a utilizar.

Em Portugal ainda não foi decidido qual o melhor sistema a implementar para alertar a População e Visitantes. Actualmente a Protecção Civil encontra-se autorizada a enviar alertas por SMS, e apenas em caso de incêndios, sendo que está prevista a aprovação de um decreto lei que permita à Proteção Civil, e às Câmaras Municipais, o envio de SMS em caso de risco para a saúde público, acidentes graves, ou catástrofes naturais.

CONTEXTO INTERNACIONAL

São vários os Países que implementaram sistemas de envio de alertas à População recorrendo ao Cell Broadcast como é o caso do Japão, Sri Lanka, Holanda, Lituânia, Turquia, Chile, Estados Unidos da América, Taiwan, Coreia do Sul, Rússia, Filipinas, Emirados Árabes Unidos, Nova Zelândia, Roménia, Canadá, Omã e Grécia e que estão a implementar ou em testes, Áustria, Reino Unido, Eslovénia, Turquia, Arábia Saudita, China, México, Equador, Perú e Honduras.

Outros Países optaram por implementar um sistema recorrendo aos SMS baseados em localização, como é o caso da Bélgica, Islândia, Austrália, Suécia e Noruega.

SMS vs CELL BROADCAST

Vantagens e desvantagens

Para uma comunicação rápida e eficaz com a População e Visitantes o ideal será utilizar-se o Cell Broadcast, que funciona nas redes 2G, 3G e 4G, estando padronizado para o 5G. Daí ser a escolha de muitos Países, onde o mesmo se encontra implementado, para o envio de Alertas. O tempo decorrido desde o envio do Alerta por parte das entidades para uma ou mais áreas geográficas definidas e a recepção dessa mensagem é sensivelmente de 4 segundos em todos os equipamentos.

As mensagens enviadas recorrendo ao Cell Broadcast não sofrem atrasos na entrega, mesmo havendo saturação nos serviços de dados, voz e sms em determinada zona geográfica. Pode ser enviado um alerta para milhares de utilizadores sem que haja degradação no serviço. No caso das SMS, ao enviar-se milhares de SMS em massa ocorrem atrasos na entrega que podem ser de até ou mais que 3 horas após o envio. Recentemente essa situação aconteceu nas Filipinas, em que a População que recebeu o alerta por Cell Broadcast recebeu poucos segundos depois, e quem recebeu o alerta por SMS recebeu com um atraso de 3 horas.

Com a padronização do Cell Broadcast os alertas podem ser recebidos em qualquer País que tenha adoptado este sistema, se viajarmos até à Holanda ou os Estados Unidos, e se houver o envio de um alerta o mesmo será recebido no equipamento.

Os alertas são recebidos numa determinada área geográfica seleccionada pelas entidades competentes, a mensagem é apresentada no ecrã do equipamento, seguido de vibração, alerta sonoro e leitura por voz. A mensagem poderá estar escrita em mais que uma língua. No Canadá enviam os alertas em Francês e Inglês.

Na Roménia e na Holanda permitem a configuração de canais Cell Broadcast manualmente nos equipamentos mais antigos, para que possam receber os alertas. Em Portugal apenas a operadora móvel altice MEO possui o Cell Broadcast activo em toda a sua rede 2G. Os clientes e visitantes que possuam um equipamento configurado no Canal 50, recebem a informação do indicativo e Região onde se encontram no momento, por exemplo “21 Lisboa”.

Como as mensagens de Cell Broadcast funcionam tipo as emissões das estações de rádio AM ou FM, qualquer utilizador que esteja na área geográfica definida para o envio do alerta, recebe as mensagens de forma anónima, o operador não tem conhecimento de quem recebeu as mensagens.

É possível desactivar a recepção de mensagens de Cell Broadcast nos equipamentos. Nos Estados Unidos, Canadá e Nova Zelândia não é possível desactivar os alertas nos equipamentos por decisão do Governo.

PRINCIPAIS DESVANTAGENS DO CELL BROADCAST

  • O investimento inicial
  • A compatibilidade dos equipamentos existentes no mercado: por exemplo no caso dos iPhones teria que ser necessário pedir à Apple uma actualização de software, e nos restantes equipamentos seria necessário uma configuração manual por parte dos utilizadores.

A vantagem do SMS em relação ao Cell Broadcast é que todos os equipamentos suportam a recepção de SMS, numa fase inicial permitiria chegar a quase 100% dos utilizadores.

PRINCIPAIS DESVANTAGENS DO SISTEMA SMS

  • Atraso nas mensagens que podem levar horas a chegar aos utilizadores, há exemplos práticos disso onde recentemente nas Filipinas as SMS levaram 3 horas a serem entregues à População. Em Portugal também assistimos a atrasos na entrega das SMS porque estarão sempre dependentes de vários factores como a capacidade e saturação da rede em determinados locais.
  • Não é possível realizar Opt-out.
  • É possível serem enviadas SMS falsas em nome de uma entidade, correndo o risco de se criar o pânico na População.
  • Questões de privacidade: há uma base de dados LBS com o registo das localizações dos assinantes e visitantes.

Um possível obstáculo à implementação do Cell Broadcast em Portugal para um sistema de alerta e aviso à População poderá ser o factor financeiro. Os SMS estão amplamente disseminados, no Cell Broadcast teria que existir investimento. Por parte das operadoras móveis não existe um modelo de negócio onde possam ter retorno financeiro com o Cell Broadcast. Em todos os Países onde o mesmo foi implementado teve que existir uma decisão Política e investimento por parte do Governo.

SMS versus CELL BROADCAST

COMO FUNCIONA TUDO ISTO?

Acima podemos ver o menu de configuração para o sistema de alertas via CELL BROADCAST SYSTEM

Nas imagens abaixo dois exemplos de alertas via CELL BROADCAST SYSTEM na Roménia

O QUE É UM CELL BROADCAST SYSTEM?

Um Cell Broadcast System consiste em um Cell Broadcast Center (CBC) localizado na rede de um operador móvel. Poderá existir um ou mais que um Cell Broadcast Entities (CBE), dependente das entidades que irão gerar as mensagens. Os CBEs estão disponíveis em diferentes tipos e podem ser fornecidos como um terminal simples ou como uma aplicação. Seja qual for a configuração escolhida pelas entidades, a complexidade do serviço da rede móvel permanece oculta pelo CBC, tornando o serviço de Cell Broadcast simples de usar. Por meio do CBE, as entidades simplesmente criam uma mensagem e seleccionam o local ou os locais para os quais precisam enviar a mensagem, usando uma interface de utilizador intuitiva. A mensagem é então enviada para o CBC que mapeia a área de destino para as células da rede móvel. Subsequentemente, o CBC envia a mensagem aos elementos de rede de acesso de rádio requeridos que gerenciam a transmissão da mensagem nas células da área geográfica escolhida.

Arquitectura de um Cell Broadcast System

SMS – Mensagens enviadas point-to-point

CBS – Mensagens enviadas one-to-many

Arquitectura do CBS da Nova Zelândia

Alerta via Cell Broadcast nas Filipinas

Vários equipamentos nos Estados Unidos a receberem um Alerta por Cell Broadcast

CONCLUSÕES

Com a aprovação do Parlamento Europeu da obrigatoriedade de todos os países da União Europeia disponibilizarem um sistema de Alerta à População, julgamos estar na altura de termos todos, enquanto cidadãos activos e intervenientes, uma discussão aberta e não somente técnica, sobre que solução adoptar no nosso país.

Na VOST Portugal somos da opinião, que a melhor solução é aquela que mais rapidamente fará chegar os alertas ao maior número de pessoas nas áreas afectadas. Temos variados exemplos, infelizmente, onde um CBS poderia ter evitado perdas humanas e materiais, e existe agora uma oportunidade única para implementar uma solução que sirva as populações.

Deixamos aqui algumas questões, que nos parecem pertinentes para esta discussão:

  • Quais são as entidades que estão a ser consultadas no sentido de termos uma legislação que sirva os cidadãos?
  • Quais são as tecnologias de comunicação móvel a serem consideradas para informar a população?
  • Como o tema é complexo, quais são as iniciativas adicionais previstas para assegurar uma discussão que envolva todos os cidadãos?

Fontes:

www.one2many.eu

https://forum.softpedia.com/topic/1127023-ro-alert/

http://www.5gamericas.org/index.php?cID=3286

https://vost.pt/cell-broadcast-versus-sms-uma-discussao-necessaria/

 

Dialog Discount Zones – a First in Sri Lanka’s Mobile Sector


Dialog Discount Zones – a First in Sri Lanka’s Mobile Sector

Imagem Postada

Sri Lanka’s flagship mobile telecommunications service provider, Dialog Mobile, unveiled yet another ground-breaking first for its prepaid customers with ‘Dialog Discount Zones’. This is the first-ever location and time based discount scheme made available to Sri Lankan mobile users.

Dialog’s Discount Zones provide customers with ‘dynamic discounts and pricing’ based on the location of the customer and the time of day. Discount Zones will be made available to all Dialog’s prepaid customers – enabling millions of Sri Lankans to avail themselves of the spot offerings which will be created and offered to consumers on a dynamic basis.

Dialog Discount Zones will be assigned on a dynamic and random basis from across Dialog’s extensive coverage across all 25 districts of the country. Customers within the Discount Zone at the time of offer will be notified of available offers. Dialog Discount Zones feature 50 to 70 per cent reductions on outgoing calls and SMS within the Dialog network. Attractive discounts are also on offer for IDD calls.

Dialog’s prepaid customers who enter a discount zone will receive notification of prevailing offers via a Cell Broadcast message on the mobile screen or via the Zero77Live service for which any subscriber could register at no cost.

Supun Weerasinghe, CEO of Dialog Mobile, introducing the service said: “Dialog’s Discount Zone offering is set to add an all-new dimension to the mobile usage experience enjoyed by millions of Dialog prepaid customers. Dialog customers will enjoy fantastic savings combined with the all new excitement of interactive participation in the company’s latest rewards and discounting programme which is a first in Sri Lanka’s mobile sector.”

Discounts offered to customers within a Discount Zone will be available for an hour from the time of acceptance by the customer. Rates will revert to the customer’s standard package following the expiration of this time period. The expiration of the offer will be communicated to the customer via SMS notification. Registering for this service is as simple as accepting the notification message from the recipient’s mobile phone for messages generated via Zero77 Live. In the instance a customer receives the surprise discount offer in the form of a cell broadcast message; then he or she would need to dial #677# to avail of the discount. Customers could activate Zero77 Live service by selecting Zero77 Live Activation option from the list of Dialog Services included in the SIM menu.

Mobile advertising is used for disaster warnings in Sri Lanka, with Dialog GSM and Celltick


The largest mobile operator in Sri Lanka today launched a Disaster and Emergency Warning Network to everyone on its network. Dialog GSMs warning system lets the Sri-Lankan government issue alerts and warnings to all of the operators subscribers, targeted by location. What I find very interesting about this story is that the entire system is based on a mobile advertising solution from Celltick, which was originally designed to display ads on mobile idle-screens

Celltick’s Cell Broadcast Centre has been designed as an operator-level service, which will push information out to the idle-screen of any device. This allows the Sri-Lankan government to issue warnings through Dialog GSM to any of it’s subscribers. Apparently the solution has already been tested during tsunamis and terror attacks in Southeast Asia, and was extremely effective. Subscribers are issued warnings, advice and specific instructions.

From the release:

“In a potential disaster situation or emergency, the cell broadcast solution has the capability to reach out to thousands with specific instructions or pre-defined messages. These messages can offer an early warning and avoidance of further hindrances to the general public,” said Thivanka Rangala, Group Chief Commercial Officer of Dialog Telekom. “Celltick’s CBC Channel was greatly useful in implementing DEWN in Sri Lanka, and the broadcast is immune to congestion and will reach our subscribers irrespective of voice or SMS congestion at the time. This is a fine example of the next level of mobile empowerment.”

Stephen Dunford, CEO Celltick, said: “Celltick is proud to offer Dialog a dual mode solution, one that has a proven revenue stream using the LiveScreen Media platform, which can easily switch to a critical life-saving mass alert system. We believe that additional operators will select Celltick’s CBC to support mobile alert and warning systems and will launch LiveScreen Media on the same platform in peaceful times to support their marketing initiatives.”

Sri Lanka: Dialog assists Disaster Management


dewn

Dialog Telekom PLC in collaboration with its partners Dialog University of Moratuwa Mobile Communications Research Laboratory and Microimage Technologies together with the Disaster Management Centre (DMC) of Sri Lanka launched Sri Lanka’s first ever mass alert warning system; the ‘Disaster and Emergency Warning Network’ (DEWN) yesterday under the patronage of Disaster Management and Human Rights Minister, Mahinda Samarasinghe.

Speaking on the launch of DEWN Group Chief Executive Officer, Dialog Telekom PLC, Dr. Hans Wijayasuriya said that “There are 10 million people in this country who have access to telecommunication and mobile services. Now the mobile has become a powerful tool which could be called as a ‘Digital Empowerment Device’ and our citizens are digitally empowered into the digital network”. Dr. Wijayasuriya went onto say that now one can even provide banking and other information services via a mobile phone unit adding that the Dialog News Alert service has now reached 350,000 subscribers.

DEWN is a system that was being tested by the Disaster Management Centre (DMC) to alert Dialog mobile users of potential disasters via a method called ‘Cell Broadcast’. Users only need to configure area information reception settings on their Dialog mobiles to receive the alerts issued. The DMC takes the responsibility to adequately verify any emergency situation and issue alerts. A Memorandum of Understanding was signed by Dialog Telekom PLC and Disaster Management Centre to start the DEWN. In a potential disaster scenario, the DMC will first use DEWN to alert emergency personnel on their individual phones, and public alerts will be issued only when a threat is adequately verified. In addition to alerts received on the mobile phones, specially designed DEWN remote alarms will also be used to alert nominated emergency personnel. Cell Broadcast is currently available only on the Dialog GSM network and not yet available on #G mode.

Addressing the gathering Minister of Disaster Management and Human Rights, Mahinda Samarasinghe said that “since December 26th 2004, when we lost 38,000 lives and when the tsunami caused serious damage to the assets of our economy and development of the country, the Government has moved into make Sri Lanka a safe place”. The Minister also highlighted the importance of private sector corporate social responsibility projects that enhance and enrich the lives of people. “Disaster prevention and mitigation in this country is essential for rapid economic strategy and sustainable economic development of Sri Lanka” Minister Samarasinghe said adding that the 24 hour operating Disaster Management Centre will be the focal point when sending the alerts via Dialog network.